• Carregando...
slots free - 6 dicas para cuidar do seu pet nas festas de fim de ano
| Foto: rawpixel.com/Freepik

O fim de ano está próximo e com eles os tão temidos pelos bichinhos: os fogos de artifício! As reações dos cães e gatos a esses sons podem variar bastante, indo desde o aumento da frequência cardíaca até comportamentos de pânico, que podem incluir tentativas de fuga ou autolesão.

Siga Pinó no Instagram!

“Os animais possuem uma capacidade auditiva muito superior à dos humanos, podendo detectar uma gama mais ampla de frequências e distâncias. Isso explica a sensibilidade aos barulhos altos e repentinos dos fogos de artifício, que podem acabar incomodando muito os bichinhos”, destaca a Dra. Karin Botteon, veterinária e gerente técnica da Boehringer Ingelheim.

Para minimizar o impacto desses sons nos pets, a Dra. Karin Botteondeu algumas dicas de abordagem:

Dessensibilização do animal aos sons de fogos

Isso pode ser feito reproduzindo gravações desses barulhos em volume baixo, enquanto os pets se alimentam, associando o som a uma experiência positiva. Essa técnica pode ser aplicada tanto a filhotes quanto a cães e gatos adultos, ajudando-os a formar associações positivas com esses sons.

Criar um ambiente seguro e confortável

Para os animais que já apresentam fobia aos fogos de artifício, o ideal é criar um local para ele. Isso pode incluir manter o animal dentro de casa, em um ambiente onde possa se sentir protegido, como uma toca ou casinha. Também vale usar música ou televisão para abafar os ruídos externos e, se possível, climatizar o ambiente para maior conforto do animal.

Gastar a energia e não force interações

Antes de eventos ruidosos, é bom dar passeios mais longos e fazer brincadeiras para que eles gastem o máximo de energia. Além disso, durante os fogos deixe os livres para se esconder em um local de sua escolha, sem forçar interações.

Além dos fogos de artifícios 

Mas, não é só com os barulhos que os tutores devem se preocupar, com as tradições gastronômicas, os cuidados precisam ser redobrados para garantir a saúde e o bem-estar dos pets, seja no Natal ou no Ano Novo.

Por isso, Letícia Tortola, Médica Veterinária e Coordenadora de Comunicação Científica da Royal Canin Brasil, separou algumas dicas para cuidar em festas.

Cuidado com os enfeites

As luzes das árvores de Natal provocam a curiosidade dos animais, que podem mastigar e engolir os objetos. O ideal é evitar decorações que possam quebrar em pedaços e ser ingeridas, podendo provocar perfurações intestinais.

Não compartilhe a ceia do Natal e do Ano Novo

Alguns alimentos causam alterações gastrointestinais discretas ou graves em gatos e cães, podendo até serem tóxicos, como por exemplo: uva e uva passa, alho e cebola, xylitol, chocolate, macadâmia e lúpulo.

Mantenha seu pet longe dos utensílios descartáveis da festa

É importante prestar atenção aos objetos que o pet pode engolir. Copos plásticos, guardanapos e todo o lixo da festa devem ser sempre jogados em local apropriado e fora do alcance dele.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]