• Carregando...
Tabata Amaral
| Foto: Vinicius Loures/Câmara dos Deputados

A disputa pela Prefeitura de São Paulo está se configurando como a mais importante das eleições do ano que vem. São Paulo é um município em que a cidade, ou seja, a área urbana, se confunde com os limites do município. A importância econômica e política da cidade de São Paulo, agora tem mais um ingrediente. O Partido Socialista Brasileiro (PSB), que é o partido do vice-presidente da República, Geraldo Alckmin, está lançando Tábata Amaral. E já tem lá o Guilherme Boulos, do PSOL, que é o candidato de Lula, e possivelmente o Ricardo Nunes, que é o atual prefeito. Chegou a haver uma expectativa de que o ex-presidente Bolsonaro apoiaria o Ricardo Salles, mas isso agora passou para o Nunes, que é do MDB.

Então, vai ser o principal interesse da nação no ano que vem, esse confronto em que está um ex-presidente, o atual presidente e o vice-presidente, cada um apoiando um candidato diferente na eleição municipal de São Paulo.

Milícia

A milícia do Rio de Janeiro, a principal milícia domina a zona oeste e o líder dessa milícia, que estava foragido e condenado desde 2018, se entregou à polícia, ficou uma semana negociando, e está no presídio Bangu 1, que é de segurança máxima. Dizem que está numa cela de 6 m². Supostamente, 2 metros por 3. É um catre de cimento, deve ter um colchão, uma mesinha, ele faz as refeições dentro da cela e não tem banho de sol, para evitar qualquer atentado. E o governo está falando muito de um acordo de leniência com delação premiada. De certo vai mostrar todo o esquema da milícia e suas ligações políticas. Apareceu aí a Lucinha, que é a madrinha, deputada estadual, mas certamente deve ter mais gente nisso aí.

O Rio de Janeiro é um exemplo de ligações, veja a Baixada Fluminense, Duque de Caxias, Nova Iguaçu, as ligações todas que a gente sempre conheceu entre o crime organizado, quer seja o traficante, quer seja o da milícia, com políticos que os representam. Eles ajudam políticos a se elegerem com dinheiro, apoio, com obrigação de voto nas regiões dominadas. É algo totalmente fora das leis do Estado brasileiro. Tudo errado, mas está há décadas. E o Estado brasileiro permite. E a nação brasileira convive com isso. Acha normal. Entrou na cultura. Terrível. Quando entra na cultura, é dificílimo sair.

Combustível

E o outro assunto é que, a partir de hoje, teremos menos preço no litro do diesel. 30 centavos no distribuidor, vai dar uns R$ 0,26 para o dono do caminhão, dono do veículo a diesel, dono do trator. Só que, no dia 1, já vai voltar o imposto que tinha sido retirado do diesel, que é igualzinho, 30 centavos também. Então até chegar na bomba tudo isso, não vai mudar nada, provavelmente. Mas serve para fazer propaganda.

Conteúdo editado por:Jônatas Dias Lima
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]